"O estilo nem por sombra corresponde a um simples culto da forma, mas, muito longe disso, a uma particular concepção da arte e, mais em geral, a uma particular concepção da vida." (Leon Tolstoi)

15 de out de 2010

No lançamento do livro " Corpo Vivo' Ivaldo Bertazzo



Lulus de Plantão semana passada o Blog Lulus de Moda  recebeu um convite muito especial, fomos convidados para participar do lançamento do livro, "Corpo Vivo", do educador corporal Ivaldo Bertazzo. Fiquei imensamente feliz, (e desde já agradeço o convite e a confiança ), acompanho o trabalho do Ivaldo a alguns anos, e descobri que além de um profissional que dispensa comentários, ele é uma pessoa gentil, educada e carinhosa.
A sessão de autógrafos iniciou com um bate-papo, sobre a metodologia do seu trabalho.Realizamos alguns exercícios, bem inusitados, escovamos a face, o crânio, fizemos muitas caretas, comemos cenoura crua, tudo para nos ensinar como estruturar o corpo nos âmbitos profissional, educativo e da saúde.
Na sequencia foi realizado a sessão de autógrafos e em seguida o coquetel foi servido aos convidados.
Corpo Vivo foi redigido de forma leve e bem-humorada, abarca a reeducação do movimento como um processo que passa obrigatoriamente pelo longo histórico da constituição física do homem e pela transformação do quadrúpede em bípede. Explicitado por fotografias e ilustrações, o livro possibilita que tanto o profissional quanto o cidadão comum possam utilizar as séries de exercícios propostos como base para uma reeducação do movimento, reconstituindo sua trajetória de desenvolvimento e seu desempenho em atividades cotidianas.
Conversei com a bailarina que fez a capa do livro, ela me disse que a capa foi feita no Intituto de Veterinária da USP, e que foi uma agradável surpresa ver sua  foto na capa , estava feliz e emocionada.
Drauzio Varela assina o prefácio da obra e Maitê Proença exprime suas impressões na capa do Livro.
Fica a dica, pessoal e como ele mesmo disse: " Aproveitem os exercícios."
Beijokas


Vestidos vintage

Lulus de Plantão, Boa Tarde!
Confesso que estou apaixonada por vestidinhos vintage, quanto mais pesquiso, converso a respeito, a paixão só faz aumentar, ( é o meu lado Mulherzinha, que aparece de vez em quando ).
Recentemente descobri alguns modelos Maravilhosos, a idéia do vintage é trazer para o presente, detalhes marcantes de uma determinada época do passado. É necessário ter cuidado para não se transportar totalmente para uma década, correndo o risco de criar um visual rebuscado demais. O que deixa o vintage interessante é justamente o fato de misturar o que é atual com o antigo, mesclar diferentes décadas, desenvolvendo um estilo que transmita a identidade e a personalidade de quem veste. ok?












Lindos não?

O primeiro passo é escolher uma época com a qual se identifique. O estilo vintage recupera estilos ou peças dos anos 20, 30, 40, 50, 60 e, ultimamente, os anos 70 e 80 têm sido incluídos nessa contagem.
Dos anos 20, por exemplo, vêm os vestidos com a cintura bem rebaixada com comprimento pelos joelhos, as pérolas à la Chanel e tudo o que remete à estilista, entre outros elementos. Dos anos 40 pode-se tirar os decotes avantajados e a sensualidade e o glamour das grandes musas de Hollywood. Dos anos 50, as cinturas bem marcadas, calças cigarrette e saias godê. Já da década de 60, os vestidos justinhos e curtos e a silhueta A são elementos bem marcantes. Da década de 70, saias longas, estampas florais e tudo que remeta ao estilo hippie ou étnico. Os anos 80 trazem uma variedade de estilos, que vão do new wave e seus tons de neon, ao punk e outras vertentes do rock. 
Na moda, o que vale é ousar dentro das possibilidades, respeitando aquilo que lhe cai bem. Revisitar épocas e estilos podem ser uma ótima opção para quem quer um visual diferente e criativo.

Beijokas!!