"O estilo nem por sombra corresponde a um simples culto da forma, mas, muito longe disso, a uma particular concepção da arte e, mais em geral, a uma particular concepção da vida." (Leon Tolstoi)

8 de jun de 2010

Em Pleno Verão

Lulus de Plantão a estação mudou. Na moda, estamos em 2011, em pleno verão. Nas ruas, vemos uma profusão de vestidos, peça-chave da temporada. Românticos, eles ganham detalhes de laços, franzidos, drapeados. Muitas cores doces e suaves: um festival de branco, rosé, azul bem clarinho, acqua, lilás. Tudo com a cintura marcada, como pede o estilo ladylike. Para dar modernidade, sapatos Oxford nos pés, em versões fresquinhas, com as laterais abertas, solado de corda etc. Alice no País das Maravilhas.
O esporte também aparece. Parkas, calças utilitárias, bermudas folgadas, referências do Long John. Tudo em ritmo light, com direito a tecidos finos e transparências. Surfista acetinada.
Já o étnico salta em detalhes e garante a porção mulher selvagem. Prints de animais, bordados, contas, tribais, acessórios tamanho big. African roots.


Na carona, o crochê e as matérias-primas naturais, como a juta e a palha, deslancham. Cuidado para não derrapar nessa curva! Crochê e tricô engordam! Mas são bem finos nesta estação: Lucas Nascimento não dá ponto sem nó e cria uma coleção para lá de chic.
Na hora da praia, já que ninguém é de ferro, vale tudo: de biquínis mínis a maiôs com alma de bodie, passando por peças recortadas, drapeadas, cheias de enfeites. É tudo resort.
 Fonte: Revista Elle

Workshop Produção de Moda EnModa – Escola de Empreendedores



Produção de Moda

Ministrante
Kika Pagnot


Conteúdo:

- O que faz um produtor de moda e styling, áreas de atuação e diferentes formas de produção.
- Reunião de pauta e briefing.
- Cronograma de trabalho e pesquisa.
- Produção de moda, organização, edição, equipe, dinâmica de trabalho, pré e pós produção.
- Elaboração de orçamento.
- Montagem de portfólio.


Público-Alvo:

Interessados em produção e styling, estudantes e professores de Moda e comunicação, bem como de áreas afins. Além de outras pessoas que desejam ganhar conhecimento e atuar neste mercado.


Desconto para matrícula antecipada:

R$ 420,00 para matrículas realizadas até o dia 17/06
R$ 468,00 para matrículas realizadas do dia 18/06 ao dia 16/07


Investimento: R$ 420,00 à vista ou em 6x de R$ 70,00
Data: 17/07/2010 (9h às 17h)
Local: Alphaville SP

O que, afinal, o Fashion Rio propõe para o verão 2011?

Muita coisa; não vai nem dar para fazer uma lista de tendências, tantas são as variadas ofertas que as marcas mostraram.
Vamos lá:

. Maiôs e biquínis - este verão eles vieram com emoção. Ou seja, sempre com algo a mais. Acabaram os cortininha com calças de lacinho. Hoje eles são cheios de babados, laços, estampas diferentes, furos, recortes, alças cruzadas, drapeados, bordados e metais.

. Cores - as duas que mais se sobressaíram: coral e branco. Além disso, azul turquesa claro (cor da caixa da Tiffany). E também todas as fortes, o preto, as cor de sorvete e as mais apagadas e com cara de lavadas.

. Estampas: florais e digitais.

. Bordados: muitos e em todos os estilos de peças. Valem os paetês de todos os tamanhos, os metais pequenos e as miçangas e contas coloridas para um toque africano.

. Peça mais vista: vestidos. Em geral, curtos, com cintura marcada, com leves drapeados ou pequenos babados. Decotes: todos (caiu um pouco o favoritismo do tomara-que-caia). Uma suave volta dos longos para o dia. Grande oferta dos curtos de festa, vestidos de coquetel em todos os formatos. Estampados ou lisos (cores vivas, rosa pele, pretos).

. Peça (quase) nova 1: top/bustiê (do tipo que o Reinaldo Lourenço fez no verão passado).

. Peça (quase) nova 2: paletozinhos curtos para usar sobre vestidos.

. Calças: a mais nova é a “alicate” que no cabide tem as pernas tortas de um caubói. Continuam as cenoura, as justinhas, todas curtas ou de barra dobrada. Jeans, idem.

. Detalhes também bastante vistos: bermuda ciclista embaixo e vestidos, o uso do crochê,  do plástico transparente, da malha rede em alças ou bermudas. Por conta da Copa do Mundo de Futebol, o tema África também apareceu um pouco nas roupas (menos), um pouco nos acessórios e detalhes (mais).

. Malharia: cardigãs curtos (lisos, listrados), camisetas femininas larguinhas e de mangas bem curtas, regatas. Todas elas têm algum detalhe (enfeite, bordado de metal, paetê, estampa, mistura com malha rede, plástico transparente etc...).

. Sapatos: muitas roupas femininas e delicadas foram apresentadas com sapatinhos baixos, de amarrar, um pouco bicudos. Vieram para substituir as sapatilhas. No mais, anabelas altas com solas forradas de juta, os de solas tratoradas, os tamancos altos e as piriguetes altonas de sempre.

. Masculino: nada de muito novo no front. Calças mais curtas, camisetas com discreto decote em V, algumas mais longas para usarem por dentro da calça.
Bjokas Lulus1

Revlon lança oito esmaltes com cheiro

Assim como no verão de 2009, a Revlon acaba de lançar nos Estados Unidos uma linha especial de esmaltes com cheiro para a estação mais quente do ano.
São oito cores que, quando seca nas unhas, liberam fragrância de chiclete, como uva, tutti-frutti ou laranja.
O fabricante tem chamado a atenção para as consumidoras que o perfume só é liberado quando o esmalte estiver seco, portanto não adianta tentar sentir o cheiro no frasco. Mas há quem reclam que o esmalte esconde o aroma propriamente dito...
Os vidrinhos, feitos em edição limitada, começam a ser vendidos no exterior a partir de julho por US$ 7,99 (cerca de R$ 14,89).

Jefferson Kulig

Lulus de Plantão amanhã começa a SPFW e todos os olhos estarão voltados para ele, Jefferson Kulig, este

Maquiadora sênior da M.A.C aponta as tendências da beleza para o verão 2011

Como maquiadora sênior da M.A.C, Nadine Luke já assinou a beleza de vários desfiles internacionais, como Balenciaga, Narciso Rodriguez e Marni. Agora ela está no Brasil para trabalhar em seis marcas durante o SPFW de verão 2011.
Em sua passagem pelo país, a maquiadora contou para o Chic quais são as macro tendências de beauté para a próxima estação. Segundo ela, foram observados nas duas últimas temporadas internacionais (Nova York, Paris, Milão e Londres) quatro rumos que devem se manifestar por aqui no Brasil nos próximos meses, confira:

. Red Velvet (veludo vermelho): "tudo gira em torno dos lábios. Não é clássico, é moderno, seja na intensidade da aplicação ou na forma". Prepare-se para aplicar o batom com os dedos ou mudar o desenho de sua boca deixando-a como a de uma gueixa."

. Satin eyes (olhos de cetim): "foco forte, uma coisa meio gráfica. E se for esfumada, é em tons de terra, meio sujo".
. Voile veil: "quase como olhar através de uma cortina de fumaça, nada é muito definido. São beges e nudes no rosto todo".
. Cashmink: "é como usar aquele seu cashmere predileto. Confortável, chic, elegante e pode ser usado em qualquer lugar, a qualquer hora. O negócio é preparar a pele para deixá-la com cara de que não tem nada, mesmo sabendo que levou horas para ficar pronta."
Quanto à falta de rímel que foi observada na Casa de Criadores e no último Fashion Rio, Nadine é categórica. "Existe uma história sendo contada nas passarelas, é específico para desfiles, mas isso não vai impactar a beleza que é vista nas ruas. Afinal, assim como nem todo mundo pode sair de casa sem calça, sair sem rímel não é para qualquer uma".
Já sobre o inverno 2011, que começa em dezembro no Hemisfério Norte, o nude estará de volta – pelo menos no make. A partir do segundo semestre, a M.A.C traz ao Brasil uma linha de lápis e rímeis nestes tons. “Testamos possíveis lançamentos na beleza da semana de moda de Nova York (em fevereiro de 2010).  Na Rodarte, as modelos usaram lápis nude; há duas temporadas, testamos rímel nude”.
Para a beauty artist, esses produtos podem ser uma boa porta de entrada para colocar a tendência do Voile Veil na prática e deixar todo o rosto como uma coisa só, sem demarcações gritantes.

SPFW: confira o line-up completo do verão 2011


SPFW: confira o line-up completo do verão 2011

 Lulus de Plantão contagem regressiva pra SPFW..fiquem de olho!
Confira abaixo a agenda paulista:

QUARTA (09.06)
15h - Forum Tufi Duek
16h - Erika Ikezili
17h30 - Priscilla Darolt
19h - Rosa Chá
20h15 - Reserva
21h30 - Cia. Marítima

QUINTA (10.06
)
12h30 - Iódice
15h - Ellus
17h - Água de Coco por Liana Thomaz
18h - Alexandre Herchcovitch (fem)
19h - Cori
20h - Osklen
21h15 - Triton

SEXTA (11.06
)
11h - Cavalera
15h30 - Maria Bonita
16h30 - Wilson Ranieri
17h30 - Movimento
18h30 - Simone Nunes
19h30 - Samuel Cirnansck
21h - FH por Fause Haten

SÁBADO (12.06
)
13h15 - Reinaldo Lourenço
15h30 - Jefferson Kulig
16h30 - Animale
18h30 - Ana Salazar
20h - Adriana Degreas
21h30 - Lino Villaventura

DOMINGO (13.06)

12h - Do Estilista
14h30 Neon
16h - João Pimenta
17h - Paola Robba
18h - Amapô
19h - Mario Queiroz
21h - Colcci

SEGUNDA (14.06
)
13h15 - Gloria Coelho
16h  - Alexandre Herchcovitch (masc)
17h - Ronaldo Fraga
18h - V.Rom
19h - Fernanda Yamamoto
21h - André Lima

Troféu de Ouro para o desfile da Têca

Dispensa comentários, não? Bjokas

Resumo de Tendências das passarelas

Quanto menos roupa, melhor

Melhor esquecer a preguiça e correr – literalmente – para a academia. É que, para estar na moda no próximo verão, pouca roupa é a receita. As pernas ficam em destaque com as hot pants (shorts justos e curtíssimos de cintura alta), que saem da praia e ganham as ruas – tomando o lugar do short de jeans, peça-chave do verão 2010.
Outra alternativa, não menos ousada, é investir nos tops cropped (as peças que parecem ter sido encurtadas), que deixam a barriga à mostra. Quem se adiantou e já incluiu a aula de abdominal na rotina depois do desfile do verão 2009 da Prada, quando Miuccia encheu a passarela de bustiês, vai tirar esse modismo de letra. Desde que respeite a regra da Prada e de todas as outras marcas que fizeram o top curto: barriga de fora sim, umbigo, jamais. Uma pantalona de cintura alta é uma ótimo acompanhamento para esses casos. Para quem não pretende ousar tanto, há outras alternativas. A tendência cropped (que já foi anunciada nas temporadas do verão 2010 nacionais) foi parar em outras peças mais comportadas, como coletes e jaquetas bem cortadas, que podem ser usados sobre camisetas ou vestidos, criando proporções bem interessantes.

Fashion Rio - Sexto Dia

Lucas Nascimento
Lucas enfrenta o desafio de fazer uma coleção de verão em tricô, tarefa ingrata por natureza. Mas vai bem na empreitada, principalmente graças aos tecidos sintéticos e inteligentes, que vão bem com o calor. É com eles que ele constrói seu tricotado elaborado, mas fininho e transparente, quase um tule, em vestidos e saias.
Além de sombrio, Lucas nem tenta esconder que seu verão tem um pé mais na moda europeia do que na nacional. De modo que, no lugar do inverno coberto dos pés à cabeça, seu verão ganha pele à mostra, mas com comprimentos midi e mangas 3/4, maiôs de cava comportada, hotpants, calças cigarrete e macaquinho de ciclista. A silhueta é seca e esguia, como bem convém ao designer.
Sobre tudo isso, em fios escuros e misturados com lurex, vem o bonito trabalho de texturas e estampas construídas na trama. Algumas remetem aos desenhos da madeira, em preto e cinza, outras são fractais mais elaborados, em verde e preto.
Saiotes, aventais e amarrações plissadas fazem os detalhes minimalistas. Mais couro e cortiça, de efeito plastificado, que decoram ombros e cinturas, e constroem bustiês, tops e babados.
Outra bela coleção de Lucas, que já se aquece para desenvolver fios próprios para os tricôs da próxima estação. Esperemos que, nesse meio tempo, suas peças ganhem também uma exibição comercial fora da passarela.


Isabela Capeto
Retornando ao calendário do Fashion Rio (mesmo que jura que seja apenas por uma temporada), a carioca Isabela Capeto encerra o evento com uma festa à beira-mar, mostrando uma coleção baseada no turquesa que a Pantone diz ser a cor de 2010, nos bordados que projetaram sua marca no início (nesta temporada com pedaços de conchas) e franjas do hula-hula.
Tem os longos para o dia que se firmam como tendência no evento, principalmente um de flores amarelas bordadas em tule. Tem florais miúdos e médios tipo Liberty, que se renovam com os acabamentos, tanto as roupas como os acessórios, de búzios com tratamento metalizado e miçangas bordadas como corais.
A forma segue o pradão usual da estilista, de vestidos de comprimentos médios, soltos do corpo. E a sensação é aquela de ter sempre algo a mais (tem que saber usar). Nos pés, duas tendencinhas: a frente tipo Oxford e a base de salto alto em juta.
Um lindo desfile de Isabela, autoral e mais próximo de seu público, amarrando um Fashion Rio disperso em tendências, mas que mostrou o que tem de melhor: os cariocas!

Fashion Rio - Quinto Dia

 Mesmo antes de estudar moda já admirava o trabalho dela, meninas olha que caimento! Só alguns looks!
Juliana Jabor
Juliana Jabour não é mais, definitivamente, uma estilista cuja especialidade é a malha. Ela, que ficou conhecida por sua modelagem na viscolycra, domina na perfeição tecidos planos de todos os tipos o que deu à sua marca um interesse e uma amplitude bem maiores. Juliana trabalha para um publico
feminino jovem que viaja e frequenta cidades e todas as praias do mundo.
Por isso oferece a elas roupas charmosas com detalhes de bordados ou de modelagem que enfeitam e chamam a atenção. Suas malhas têm sempre um bordado nas mangas,  um recorte de ombros, uma listra com brilho, uma lavagem estonada que as distingue das demais. Tendo tomado gosto pelos tecidos ela não deixou por menos e colocou vários em sua coleção: algodões, chambrays de linho, neoprene, tricolines e sedas variadas.
Com todo esse arsenal à disposição ela fez vestidos leves, sexy e bem cortados que vinham acompanhados de paletozinhos de modelagem caprichada cheios de detalhes, debruns, babados bem colocados. Para as tardes calientes das praias tropicais ela desenhou shorts e as menores saias vistas até agora no Fashion Rio. Diz ela em seu release que "a temporada promete ser bem alegre e divertida". Se depender de sua coleção, vai mesmo.

Fashion Rio- Quarto Dia

Cavendish!! Amei os Vestidinhos e vocês?
Do inverno Carla Cavendish guardou, para fazer o verão da sua marca, o gosto pelos vestidos, pelos pequenos babados nos ombros e nas barras de saias e pelas calças cenoura de cintura alta usadas com blusinhas por dentro. Para confecciona-los ela foi atrás de algodões, suedines, sedas e laises em cores bem fortes e vibrantes como os laranjas, turquesas, vermelhos, amarelos que, algumas vezes, se misturavam ao marrom e ao preto.
Mas a preferência da marca foram mesmo os vestidos; tanto que vimos na passarela modelos de todos os tipos e formatos: soltinhos e godês, justos com cintura baixa, ajustados e de ombro só, franzidos e tomara-que-caia, de mangas curtas, de mangas compridas. A única coisa que tinham em comum era o comprimento: todos bem curtos.
Para a cliente que prefere calças a marca oferece as de modelagem larguinha em cima e justa embaixo ou shortinhos para serem usados com blusas justas e paletózinhos curtos ( um deles veio até em crochê dourado). Afora os tecidos não houve da parte da marca um grande esforço para criar um diferencial daquilo que já vem oferecendo aos seus clientes. Talvez seja uma vantagem e eles apreciem o tempo de absorver uma novidade e depoos curtir por mais tempo uma tendência que o vestiu bem.

Fashion Rio - Terceiro Dia

Maria bonita Extra .. só alguns looks meninas!Bjos
Os laços, as estampas florais, os chapeuzinhos e uma grande quantidade de vestidos muito leves e femininos continuam a ser a marca registrada da Maria Bonita Extra. Ela também não deixou de lado outras peças que sempre entraram no guarda-roupa de sua jovem cliente como os macacões, os macaquinhos e muitos shortinhos usados com blusinhas e batas.
Para refrescar o repertório, no entanto, Ana Magalhães e sua equipe trouxeram para a passarela do verão algumas lindas variações do tradicional trench coat de gabardine bege interpretando a peça de um modo bem girlie tirando deles as mangas e colocando babados nos ombros, tanto na versão longa até os bem curtinhos, acima da cintura. O tecido usado para essa transformação era o tafetá changeant bege com dourado.
Para os vestidos as estilistas também propuseram uma variante nova mostrando várias versões de longos tecidos de estampas flora estampados com cintura lisos ou estampados às vezes com a cintura bem marcada ou soltos em camadas godê. Batinhas de tule cor de pele transparentes cobriam aqui e ali macaquinhos, shortinhos ou mesmo vestidos. A marca mantem sua posição de favorita das garotas bem comportadas com mais essa coleção que se comporta bem como elas gostam.