"O estilo nem por sombra corresponde a um simples culto da forma, mas, muito longe disso, a uma particular concepção da arte e, mais em geral, a uma particular concepção da vida." (Leon Tolstoi)

8 de jun de 2010

Fashion Rio - Sexto Dia

Lucas Nascimento
Lucas enfrenta o desafio de fazer uma coleção de verão em tricô, tarefa ingrata por natureza. Mas vai bem na empreitada, principalmente graças aos tecidos sintéticos e inteligentes, que vão bem com o calor. É com eles que ele constrói seu tricotado elaborado, mas fininho e transparente, quase um tule, em vestidos e saias.
Além de sombrio, Lucas nem tenta esconder que seu verão tem um pé mais na moda europeia do que na nacional. De modo que, no lugar do inverno coberto dos pés à cabeça, seu verão ganha pele à mostra, mas com comprimentos midi e mangas 3/4, maiôs de cava comportada, hotpants, calças cigarrete e macaquinho de ciclista. A silhueta é seca e esguia, como bem convém ao designer.
Sobre tudo isso, em fios escuros e misturados com lurex, vem o bonito trabalho de texturas e estampas construídas na trama. Algumas remetem aos desenhos da madeira, em preto e cinza, outras são fractais mais elaborados, em verde e preto.
Saiotes, aventais e amarrações plissadas fazem os detalhes minimalistas. Mais couro e cortiça, de efeito plastificado, que decoram ombros e cinturas, e constroem bustiês, tops e babados.
Outra bela coleção de Lucas, que já se aquece para desenvolver fios próprios para os tricôs da próxima estação. Esperemos que, nesse meio tempo, suas peças ganhem também uma exibição comercial fora da passarela.


Isabela Capeto
Retornando ao calendário do Fashion Rio (mesmo que jura que seja apenas por uma temporada), a carioca Isabela Capeto encerra o evento com uma festa à beira-mar, mostrando uma coleção baseada no turquesa que a Pantone diz ser a cor de 2010, nos bordados que projetaram sua marca no início (nesta temporada com pedaços de conchas) e franjas do hula-hula.
Tem os longos para o dia que se firmam como tendência no evento, principalmente um de flores amarelas bordadas em tule. Tem florais miúdos e médios tipo Liberty, que se renovam com os acabamentos, tanto as roupas como os acessórios, de búzios com tratamento metalizado e miçangas bordadas como corais.
A forma segue o pradão usual da estilista, de vestidos de comprimentos médios, soltos do corpo. E a sensação é aquela de ter sempre algo a mais (tem que saber usar). Nos pés, duas tendencinhas: a frente tipo Oxford e a base de salto alto em juta.
Um lindo desfile de Isabela, autoral e mais próximo de seu público, amarrando um Fashion Rio disperso em tendências, mas que mostrou o que tem de melhor: os cariocas!

Nenhum comentário: