"O estilo nem por sombra corresponde a um simples culto da forma, mas, muito longe disso, a uma particular concepção da arte e, mais em geral, a uma particular concepção da vida." (Leon Tolstoi)

21 de jul de 2010

Papo Sério: Incomode-se.

"Já reparou como nunca imaginamos que algo extraordinário acontecerá em nossas vidas, nem de ruim, nem de bom demais? Conosco, nunca um acidente grave acontecerá (por isso somos tão descuidados em alguns detalhes: filho pequeno no banco da frente do carro, cigarro, excesso de comida, falta de gentileza, e por aí vai), tampouco teremos sorte grande na loteria. A tragédia só acontece com o vizinho. E é dele a grama mais verde também.

É assim porque preferimos continuar sempre no mesmo a arriscar um vendaval que só os deuses sabem onde vai dar. Administrar o nosso feijão-com-arroz é mais seguro; as coisas já estão, male-male, no controle. Nos condicionamos a ficar cada vez melhores em evitar que a vida nos surpreenda: fazemos exatamente as mesmas coisas todos os dias, mantemos os mesmo hábitos, gestos, postura, tudo para garantir os resultados de sempre, mesmo que seja para lamentar depois (vai entender!).

Nossos desejos nascem daquilo que não temos, claro, e podem variar entre uma família feliz e um transplante de coração, uma casa na praia, um casamento idealizado, um prêmio Nobel. E o que torna todas essas coisas impossíveis? Falta de coragem? Preguiça?

Engraçado como poucas vezes nos damos conta de que arriscamos tantas realizações em nome das coisas mais banais da vida. Trocamos a vontade de mais sucesso (que exige empenho) pela novela das 8. Invejamos aquele corpo magro e saudável, mas nos afogamos em pizza com Coca-cola. Todos os dias! E numa passividade que nos encabula todo final de ano ou aniversário (épocas em que fazemos "aquela" revisão).

Mudar não é nada fácil, a gente sabe. Entretanto, como nem tudo está perdido nessa vida, existe um treino capaz de levantar uma poeira nova. O problema é que não tem receita pronta, mas se eu puder dar uma dica, uma única que seja, aqui vai ela: incomode-se. O incômodo, se alimentado com movimento, gera mudança. Mas, olha lá, heim? Não é para incomodar os outros ou, simplesmente, lamentar as mazelas sentado na poltrona. Nietzsche dizia que "a vontade é impotente perante o que está para trás dela". Portanto, além da vontade, é preciso ter determinação e muita, muita coragem para contrariar nossas resistências.Boa Sorte!"

Acácia Lima- Escritora

PS: Divido este texto com vocês.. Lulus de Plantão incomodem-se..Bom Dia!!

Um comentário:

Me Visto Assim disse...

Como concordo com você. Somos, às vezes muito passivos e o desconhecido ao invéz de nos estimular, nos apavora. Valeu a cutucada, dá pra refletir bastante. Adorei que divulgou meu blog no twitter, muito obrigada.
Quando me postar em seu blog, me avise que quero contar pra todo mundo.
Bjs.