"O estilo nem por sombra corresponde a um simples culto da forma, mas, muito longe disso, a uma particular concepção da arte e, mais em geral, a uma particular concepção da vida." (Leon Tolstoi)

23 de ago de 2010

Filme Coco& Igor Stravinsky

Queridos estudantes e amantes de moda, mas um filme imperdível, estreiou nos melhores cinemas a "intensa história" de Coco Chanel e Igor Stravinsky, dirigido por Jan Kounen e com co-produção de Karl Lagerfeld. Só de ter Chanel no título, Karl nos créditos e pipoca no menu, pagamos inteira com prazer..rs

Coco Chanel e Igor Stravinsky são dois titãs do século 20. Ela por sua democratização da moda feminina e ele por modenizar a música de sua época. Coco & Igor conta a relação tempestuosa entre a estilista e o compositor explorando o período entre a primeira performance de A Sagração da Primavera até o lançamento mundial do famoso  perfume Chanel No. 5.
Paris, 1913. Coco Chanel apaixona-se pelo bem-sucedido Boy Capel, mas está completamente absorvida pelo trabalho. A Sagração da Primavera, do compositor Igor Stravinsky, está prestes a ser executada. As dissonâncias revolucionárias do trabalho de Stravinsky são familiares às idéias radicais da estilista. Ela quer democratizar a moda, ele quer redefinir “gosto musical”. Coco assiste à escandalosa performance de A Sagração da Primavera, vestida com um elegante vestido branco. A música e a dança recebem críticas por serem “modernas demais”. Coco é tocada, mas Stravinsky está inconsolável.
Paris, 1920. Coco está rica, mas machucada após a morte de Boy num acidente de carro. Stravinsky, após a Revolução Russa, está pobre e refugiado no exílio em Paris. Coco é apresentada a ele por Diaghilev, empresário do balé russo. A atração entre eles é imediata e elétrica.
Ou seja, a essa altura Chanel já era Chanel, vivia tudo que Paris podia oferecer: arte, música, moda e, porque não, pessoas. Ela quer um perfume? Dá-se um jeito. Ela quer um tecido? Dá-se um jeito. Ela quer um homem? Dá-se um jeito…
Além das claras mini-aulas de moda (com detalhes sobre o gosto de Grabrielle por unhas bem cortadas, a busca pelo caimento perfeito, o desejo de um perfume que tivesse cheiro de mulher e não de flor – que culminou com o surgimento do Chanel n0 5 – a “briga” com Paul Poiret), enfim...Fica a dica... Imperdível!


Sessões



Nenhum comentário: