"O estilo nem por sombra corresponde a um simples culto da forma, mas, muito longe disso, a uma particular concepção da arte e, mais em geral, a uma particular concepção da vida." (Leon Tolstoi)

12 de mai de 2010

Pioneiras da Moda Sustentável no Brasil

Recentemente no Blog " Ser Sustentável com Estilo" da Chiara Gadaleta, foi publicado um matéria sobre as pioneiras da Moda sustentável no Brasil, as  marcas aplicam os pilares da sustentabilidade em sua cadeia de produção e o fazem por consciência socio- ambiental, não por divulgação ou "marketing verde". São estilistas que começaram seus business já pensando em como privilegiar os mercados locais e o nosso país.
O Lulus da Moda aprova esta idéia!
 A Serpui Marie é uma marca de acessórios, bolsas, chapéus e bijus. Segundo Serpui, desde o início de sua carreira se preocupa em utilizar apenas materiais brasileiros renováveis, como palha de banana, de milho, taboa e a clássica buriti. Ela usa tinta natural para o tingimento e já capacitou centenas de pessoas no sul de Minas Gerais onde se concentra sua produção. "Os homens vão atrás das palhas e as mulheres tecem. Ela utilizam um grande recipiente e sentadas vão separando a palha e ao mesmo tempo tecendo, é um trabalho muito bonito" conta Serpui.
Estilista da Serpui
Serpui se diz impressionada com essa "onda da sustentabilidade". " Meus produtos são sustentáveis a 20 anos e como exporto a 18 , sempre tive que seguir rigorosos critérios dos mercados externos. Os americanos e europeus são muito exigentes na questao ambiental. Aqui no Brasil, até pouco tempo atrás ninguém se preocpava com isso. Espero que não seja apenas um modismo" completa Serpui.
carteiras clutches feitas de palha buriti e tingidos naturalmente sem produtos químicos
Outro exemplo é a marca de sapatos Cavage. Ela usa couro 100% natural, ou seja, não usa couro sintético e sua produção é 100% artesanal . "Só consigo chegar na qualidade que é necessária com o trabalho dos meus artesãos" diz Geane, dona da marca.
Geane disse que seu design já nasce com uma preocupação com reaproveitamento e um sapato é projetado com a sobra de material do outro.


Em se tratando de reciclagem, a Cavage vende suas sobras de couro para a Recouro, uma fábrica que reconstitui o couro a partir de um composto de fibras do próprio material, látex natural e outros agentes vegetais que, combinados, produzem um material com uma boa aparência, flexibilidade e resistência além de ser considerado um produto ecologicamente correto pois reaproveita as sobras das indústrias. Esse composto é utilizado para confecção de palmilhas e solados.Geane também conta com orgulho sobre seus produtos possuirem o registro CITES . O CITES é um orgão que analisa e rastreia a procedência dos produtos. Através de um número de registro na sola de cada sapato, os orgãos federais de cada fronteira podem saber exatamente se tanto os produtos quanto a marca são corretos e não possuem em sua composição nada que ameace a extinção de espécimes e nem agridam o meio ambiente." Com esses números, a Polícia Federal de cada país pode saber se aquele produto usa materiais que ameaçam os ecossistemas." diz Geane.
 Vanessa Montoro que tem uma marca artesanal de roupas em crochê. O trabalho da Vanessa é 100% artesanal e metade de sua produção é tingida naturalmente. "Esse verde é tingimento com espinafre, esse marrom é com cafê e os beges são chá" me explicou Vanessa.
A matéria prima utilizada na cofecção de seus fios são casulos de seda defeituosos e rejeitados pela industria têxtil. O resultado são peças lindas com toque rústico, mas muito delicadas


Porque moda é atitude consciente, convicção e amor. Vamos divulgar!
bjokas meninas!

Nenhum comentário: